Foto ANGELO.jpg

 

“A cultura é um direito universal, mas é tratada como um fetiche. Quanto mais cultura você tem, vão dizer que você é mais ilustrado, iluminado. E parece uma coisa que não pertence ao povo.

Não, muito pelo contrário, a cultura se desenvolve dentro de casa, na rua, se desenvolve em todos os cantos com várias formas de manifestação. (…) É difícil [organizar grupos de teatro; não tem dinheiro envolvido, não é uma coisa que vai me garantir que vou ficar rico, milionário ou coisa do gênero. Não, muito pelo contrário! Estou fazendo isso aqui pela glória, pela graça e principalmente pelo companheirismo dos meus parceiros, porque eles acreditam tanto em mim como neles. Acreditam no grupo e acreditam que podemos trocar essas ideias com o pessoal do bairro, da cidade e tentar trazer mais pessoas para cultura, para política e para essa discussão.”

Entrevistado: Angelo Tadeu Nogueira dos Santos

Entrevistador: Sabrina Santos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s